SALA DE IMPRENSA

Notícias
Fale com a Assessoria




< Voltar a página inicial

Central Mecanizada de Triagem
Publicado em 6/30/2014

Você está em : SALA DE IMPRENSA | Notícias

Novo sistema automatizado aumentará a capacidade de processamento dos resíduos recicláveis captados na cidade de São Paulo

Em 5 de junho, a Loga Logística Ambiental de São Paulo inaugurou sua Central Mecanizada de Triagem (CMT), a primeira do gênero na América Latina. “Com capacidade para processar anualmente 80 mil toneladas de material reciclável, a Central traz uma importante contribuição para elevar a coleta seletiva da cidade a um novo patamar de eficiência”, explica o engenheiro Urias Rodrigues, coordenador de Destinação Final da Loga.

A unidade faz parte do plano para expandir o serviço a 100% da área de atuação da empresa, um total de 1,5 milhão de domicílios. Hoje, a coleta seletiva abrange um terço do agrupamento atendido pela Loga (zonas Norte, Oeste e central da cidade) e seu conteúdo é direcionado às cooperativas, que continuarão recebendo o material coletado pela empresa. A tecnologia de separação utilizada pela CMT propicia maior produtividade às equipes de coleta ao permitir maior carga por viagem. “Esse aumento de produtividade é fundamental para a expansão das áreas atendidas, começando pela região central e irradiando para os bairros vizinhos ao Centro”, informa Francisco Vianna, coordenador de Planejamento da Loga.

Com investimento de cerca de R$ 15 milhões em equipamentos, a Central utiliza tecnologias alemã, francesa e espanhola, já amplamente utilizadas na Europa, e processa até 250 toneladas de material por dia. Ela funciona integrada à Estação de Transbordo Ponte Pequena, na Avenida do Estado, 300, formando um complexo de 19 mil metros quadrados, totalmente dedicado à gestão de resíduos na cidade.

“Projetada para promover o mínimo de contato humano com os resíduos, a CMT alia o que há de mais eficaz nos processos tradicionais de triagem a dispositivos de altíssima tecnologia, que utilizam princípios ópticos, magnéticos e mecânicos para separar os resíduos por formato, material e até mesmo cor”, explica Rodrigues. As fases manuais de seleção, inspeção e controle de qualidade, por sua vez, são operadas por colaboradores treinados e catadores de cooperativa cadastrada.

Cabe a esses profissionais a retirada de contaminantes, como madeiras, borrachas, tecidos etc., no início do processo e, em etapa posterior, a triagem fina do que já passou pelos separadores. O trabalho será realizado em ambiente com ar-condicionado e instalações ergonomicamente corretas, assegurando maior qualidade de vida à atividade.

Ao final do processo, os diferentes materiais (plásticos, papel, metais, aluminizados etc.) saem da Central já prensados e enfardados, prontos para comercialização. Os fardos finalizados serão colocados à disposição do poder municipal, e os rejeitos (aquilo que não pode ser aproveitado), encaminhados ao aterro sanitário.

Números nominais

250 toneladas de resíduos processados por dia

15 toneladas de resíduos processados por hora
6 dias de trabalho por semana, em dois turnos diários
310 dias em funcionamento por ano
15 milhões de reais de investimento
1,5 milhão de domicílios do Agrupamento Noroeste serão atendidos pela coleta seletiva a partir de 2016, quando nova central mecanizada entrará em operação.

Descarte seu reciclável do jeito certo

O bom aproveitamento do material reciclável depende também da forma como ele é descartado. Não precisa separar por tipo, mas é importante que o resíduo destinado à coleta seletiva esteja seco e livre de substâncias contaminantes, como restos de alimentos e pontas de cigarro. Para limpá-lo, basta enxaguar. Outro cuidado importante é saber o que pode ou não ir para a coleta seletiva. Madeira, por exemplo, não é reciclável. Embalagens de salgadinho, potes de margarina e frascos de esmalte e de tintura de cabelos também não.


Mais publicações

EU JOGO LIMPO COM SÃO PAULO passa a se chamar RECICLA SAMPA
( Publicado em 11/8/2018 )


Loga lança redes sociais
( Publicado em 10/23/2018 )


Novos horários de coleta na região Norte
( Publicado em 9/12/2018 )


Uirapuru Mirim leva arte a crianças e jovens no Butantã
( Publicado em 9/3/2018 )


Atenção munícipe: alteração de coleta
( Publicado em 8/17/2018 )


Mais publicações...


LOGA Logística Ambiental de São Paulo - Sede e Central de Operações: Av. Marechal Mário Guedes, 221 - Jaguaré - São Paulo/SP - CEP 05348-010 - T: 11 2165.3500

© 2018 | LOGA - Logística Ambiental de São Paulo S/A. Todos os Direitos Reservados
Hospedado por: ExacTI